Penya Barcelonista de Lisboa

dijous, de gener 06, 2011

Noite de gala para o "incrível" Xavi. UEFA.com


Noite de gala para o "incrível" Xavi
O jornal Sport desta segunda-feira refere-se a Xavi Hernández como "a personificação do ADN do Barcelona", depois de o médio ter igualado o recorde de jogos pelo clube de Camp Nou este domingo.

Após ter encerrado um ano em que alcançou a glória ao serviço da Espanha, com a conquista do Campeonato do Mundo, e com o quinto título de campeão espanhol pelo FC Barcelona, Xavi Hernández não perdeu tempo em somar mais outro feito importante ao seu currículo, logo ao segundo dia de 2011.

O criativo do FC Barcelona igualou o recorde do jogador com mais encontros disputados com a emblemática camisola "blaugrana" na noite deste domingo, na qual o líder da Liga espanhola venceu em casa o Levante UD. Foi o 549º jogo de Xavi, todas as competições incluídas, ele que completa 31 anos no dia 25 de Janeiro e que agora está em igualdade com Migueli, antigo defesa do Barça, que detinha o recorde desde 1989, ano em que representou os catalães pela última vez.

Xavi recebeu um abraço caloroso da parte de Migueli no relvado do Camp Nou antes do pontapé-de-saída, sendo que depois do apito final os seus colegas de equipa reuniram-se no círculo central para segurar numa tarja, em catalão, que dizia "Xavi t'estimmem" ("Xavi adoramos-te"). O número 6 do Barcelona respondeu com a modéstia que o caracteriza. "Estou muito feliz. É motivo de orgulho, não só pelo recorde, mas também por envergar esta camisola", disse Xavi, cuja ligação ao clube começou aos 11 anos de idade.

O treinador do Barcelona, Pep Guardiola, prestou homenagem a Xavi depois da vitória por 2-1, quando disse: "Disputei 300 jogos pelo clube e pensava que era muito, mas o que ele alcançou é incrível". Guardiola não vê motivos para que Xavi não possa continuar a jogar. "Se o corpo ajudar, penso que pode chegar aos 700", acrescentou a propósito de um jogador que sofreu uma rotura dos ligamentos num joelho em 2005.

Ironicamente, foi Guardiola quem Xavi substituiu como referência no meio-campo do Barcelona. Apesar de se ter estreado a marcar no início da época 1998/99 na SuperTaça de Espanha, frente ao RCD Mallorca, foi só na sua segunda época na equipa principal que Xavi teve a oportunidade de somar minutos de jogo significativos, devido a uma lesão de Guardiola. No Verão de 2000, aquele que viria a ser o seu futuro treinador deixou Camp Nou rumo a Itália e Xavi estava a caminho de tornar-se no símbolo do jogo de passes envolvente do Barcelona. Ou como o jornal Sport desta segunda-feira refere: "Xavi evoluiu para tornar-se na personificação do ADN do Barcelona."

Eleito Jogador do Torneio no UEFA EURO 2008, Xavi pode só ter de esperar mais uma semana por outra marca importante, já que faz parte de uma lista 100 por cento do Barcelona – juntamente com os colegas Andrés Iniesta e Lionel Messi, vencedor em 2010 – para a conquista da Bola de Ouro, prémio atribuído pela FIFA. O vencedor será anunciado na próxima segunda-feira, mas o modesto catalão disse: "Já é uma honra fazer parte da lista e o mais importante é que o prémio vai ficar em casa. Independentemente de quem ganhar, será um triunfo do Barcelona."
©UEFA.com 1998-2011. All rights reserved.

0 Comments:

Publica un comentari a l'entrada

Links to this post:

Crear un enllaç

<< Home